sábado, 20 de setembro de 2008

Casa de mãe é TDB



Gnteimm, depois que o Biel nasceu eu não sei se minha mãe ficou mais avó, agora q é bisa ou se ficou mais mãe, agora q sou avó... humm. Só sei q pela vontade dela, todos os dias largo os afazeres q essa casa aki me proporciona e me mando pra casa dela. Ahhh! Fala a verdade. Casa de mãe é tudibom, ? A gente chega e se esparrama, esquece do q fazer. Minha mãe adora plantas, herdei essa paixão. Já pela vontade do meu pai, só plantaríamos "coisa de comer". Essa azulinha, não sei o nome, foi comprada há pouco tempo e dá um belo contraste com as roseiras nesse suporte, q eu aproveitei de uma deseprezada fruteira.
Quando iniciamos a reforma daki de casa, encontrei jogada no quintal uma velha e detonada fruteira que a antiga moradora para trás. De formas quadradas, em alumínio, com 3 cestos aramados e uma chapa por cima formando uma mesinha ou aparador. O "lixo" já estava no container qdo vi que ainda respirava. Trouxe-a de volta p/ o quintal, retirei os cestos, q ganharam cor com as sobras de tinta. Comprei 4 correntes p/ xaxins das quais fiz fiz 3 com 4 ganchos (um p/ cada lado do cesto quadrado) e eis q realmente são super úteis, não só como suporte p/ vasos.

Nenhum comentário: