sábado, 20 de setembro de 2008

Ecologicamente necessários

Sabadão chuvoso aki em Brasília, dilhiça total depois de 4 meses de seca e baixa umidade. O outono/inverno do Planalto, para quem já conhece, bom, tem lá suas supertições e segredinhos, para quem AINDA não conhece... pense no deserto: quente e seco de dia, frio e seco à noite. Se bem q nos últimos dias estava quente e seco dia e noite. Os kit sobrevivência no DF são: ventilador, umidificador, bacia com água, toalhas molhadas, garrafinhas individuais com água e rede à sombra.
Mas, o dia de hj promete. Até me lembrei da interminada colcha de crochê da Mell. Ninguém merece manipular lã qdo a vontade é de virar (ou ficar) naturista, peladão kkkk.
Como o dia amanheceu preguiçoso, fechado, ventinho frio e garoando o q tá bom mesmo de fazer é ficar aki abundada, fuçando a rede, tomando um cafezinho e curtindo o dia tão esperado por todos. Hummm... isso me lembra q depois q mudamos não vimos chuva, portanto, ainda não conhecemos os defeitos das casas e os resultados da reforma com a chegada das chuvas. Darei notícias.

Mas, mouse vai e mouse vem descobri um outro blog xuxu, o coisas etc da Simone Soares e aproveitei para trazer mais uma idéia de aproveitamento para organizar quinquilharias.

Esse painel furadinho é super fácil de encontrar, se não me falha a memória, o material é duratex (me corrijam). E aproveitamento de latas, ainda q não sejam essas mesmas, q por sinal são lindíssimas, podem ser galões de tinta ou dessas, q já não tenho mais lugar p/ guardar, de leite em pó.
Abaixo das latas, cestinhos aramados viraram revisteiros, muito parecidos com a minha fruteira-de-vasos.

Na outra foto essa moldura de janela ficou tudibom. Espelho no quadrado do meio, tecido nas laterais e ganchos dourados p/ pendurar o q sua imaginação quiser. Sem falar na harmonia das cores e estampas combinadas.
Mas, o bom mesmo é aproveitar o q se tem, criar peças inusitadas fugindo do óbvio e ter histórias pra contar.

Nenhum comentário: