segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Fontes

Durante os dias sem conexão (por causa da trovoada que apagou meu modem), percebi que o baú dos guardados (entenda-se quarto da bagunça) tava precisando de uma caridosa faxina. Então no fim-de-semana convoquei a doce Mell e o amado Cris para um mutirão de limpeza e comecei justamente pelas pilhas de velhas revistas. Cheia de energia e com a disposição de um carrasco, peguei meu banquinho-galão-de-tinta, me joguei no baú e passei a revisar as edições na esperança de responder a pergunta de tico e teco "mas porque essas revistas ainda estão guardadas?".

Pego uma Casa Claudia e lá pelas tantas páginas vejo um ambiente muito tchutchuco... melhor manter essa edição. Passei para a segunda, uma Casa e Jardim de 1999... olha que lindo! Ehhh... essa também tá boa, melhor guardar. Revista de velas e artesanato em papel? Nem pensar em desprezá-las. Guarda!
Ao final da primeira pilha... Bom! Voltei todos os exemplares para o mesmo lugar e cancelei o serviço. Mas, ainda fiquei pesarosa. Às vezes por causa de uma foteeinha, uma receita, uma dica acabamos por entulhar cantos e gavetas com velhos periódicos. E foi aí que meu amado Cris me lembrou que scanner taí pra isso, né? É simples. Digitaliza o que interessa e o restante vai pra reciclagem.
Ahhh que coisa feeeia! Tico e teco só querem saber de fazer fofocas.

Por enjoar facilmente das coisas, não sou assinante de nenhuma revista. E minha insaciável fome de novidades me faz prefirir molhar a minhoca nos sites e vez ou outra pescar uma edição impressa na banca do Zé.

Mas, nos últimos dias montei acampamento lá na Editora Europa, mais precisamente na revista Natureza. Gosto dessa editoria, porque além das dicas preciosas, da linguagem simples e inteligível, o que me cativa mesmo é a abrangência e proximidade de seus assuntos com a realidade da maioria das famílias brasileiras. Diferente de outras editoras que falam com tanta simplicidade em R$ 2.700,00 por um banco de palhinha (né não Bade?) e que quase nos faz pensar que é naturalíssimo pagar mil pratas por uma "lixeirinha".

É, comunicólogos também sucumbem a tentação das comprinhas por impulso. Ainda que sejam desejos bem mais... humildes.
Mas aí, eu paro, respiro, tomo um cafezinho na casa das amigas, coloco a fofoca em dia, aprendo coisas novas, vejo dicas interessantes e.... a simples vontade de torrar mil pratas, passa.

Como ainda não tenho a minha fonte, peguei lá na Natureza esse passo-a-passo:
1. Material: recipiente, bombinha submersa para aquário, um pedaço de manta TNT, bico e mudas de alface-d’água.

2. Coloque a bombinha no fundo do recipiente e puxe a mangueira até a borda. Depois, envolva-a com a manta.

3. Posicione as mudas de alfaces-d’água com cuidado para disfarçar a mangueira.

FONTE EM MINIATURA
Uma fonte em miniatura que é uma coisa lindinha demais. Com passo-a-passo, em texto e fotos, postado lá no blog da Cláudia. Essa pegada foi uma dica da Dani do Verde Novo.
Xêro pro6 meninas.

* * * *

Uai, Bade mudou a assinatura? E eu nem tive tempo de perguntar: mas o que significa Bade?

10 comentários:

Dani - Verde Novo disse...

AI AI AI... ACREDITA QUE ATÉ HOJE NÃO FIZ MINHA BENDITA FONTE? MAS AINDA ESTA EM MEUS PLANOS BREVES... ADOREI SUA DICA...
ME INSPIROU!
BEIJO GRANDE!

Amábile - Mãe de dois disse...

realmente se livrar das revistas é muito dificil , fiz isso hoje retirei as paginas mais queridas e o que não servia , acabei jogando fora. Deu um alivio pq tem que sobrar espaço tõ de mudança e não terei o mesmo espaço que hoje , Tõ por incrivel que pareça feliz de me desapegar de algumas coisas , e melhor desta vez não sou só eu , marido tá fazendo a parte dele , tb eliminou excessos sem dó. Qto a font , amo muito , ainda vou fazer uma , o pedaço de concreto celular tá aqui , basta fazer , chego lá
bj

margaret disse...

Menina, tinha escrito um comentario enorme contando sobre isso de um monte de revista...Depois que fui olhar parecia um post....rs...
deletei tudo...rs...
Resumindo: eu guardava todas as revistas de todas as assinaturas....
Agora so guardo as do ultimo ano...e arranco as paginas que gosto das antigas....
Como é dificil eu escrever pouco viu????
beijos querida

Talma disse...

Ah, amei a fonte grande!!
A pequena é para paciência oriental, que nesta TPM me abadonou....aliás, eu tenho?? rsssss
Olha, Bade é uma loja virtual do Carlos, muito linda por sinal....
http://www.bade.com.br/

Luana disse...

Tenho muita vontade de fazer uma para mim, será que é caro essas bombinhas de água?
Mas adorei a dica e o passo a passo.
Bjinhos

Isabel Cristina disse...

Oi Sil, estou querendo fazer uma fonte destas e por coincidência tenho uma revista, que guardo ha um tempo, ensinando a fazer uma fontezinha com bambus. vou me animar e fazer uma para minha varandinha, lembra? Beijos querida

Ví por aí... disse...

Tudo lindo!!
Essa mini fonte então...
Um arraso...
Parebéns pelo blog
já sou fã...
Bjkas

Carlos Baptistini disse...

Olá, Sil.
Se eu comprasse um banquinho desses ia ficar com dó de sentar em cima...
Acho que não preciso mais explicar o bade, né?
Legal a sua postagem sobre fontes, só que tem sabe os benefícios.
A Cris Ventura, do Canto do Feng Shui, tem uma postagem muito legal sobre a água http://cantodofengshui.blogspot.com/2008/10/gua-benta.html
Vale a pena ler.
Um abraço,
Carlos - DecorandoTudo!

Grasiele disse...

Sil, arrasou no post! Vc adivinhou meus pensamentos, minha mãe acabou de comprar essa bombinha e estamos pensando na fonte, vc me deu ótimas idéias!
Bjo!

Cristy disse...

AMEI!!! Vou acompanhar o blog....
se der da uma olhadinha no meu tb...
http://atelier-cristyartes.blogspot.com/
Bjim Cristy