segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Alguns dos meus minis

Margaret, passei o findi, literalmente, de-perna-pro-ar. Sabe aquela história de "não fala senão entra areia"? Só porque eu disse que não desço do salto nem pra lavar banheiro, pronto! Desci! Ou melhor. Um rústico pedestal de cerâmica, que equilibrava um enorme e pesado vaso, desceu com muita vontade no dedão do meu pé. Na hora senti a pancada me dizendo que a coisa tava feia... no dedo, no estômago e na barriga. Só não arriei as calças porque achei melhor me jogar no chão e tentar colocar o pé na cabeça.

Mas a dor, quase insuportável, só durou o tempo que o coração precisou para chegar até o dedão. Assim que o pulsante orgão alojou embaixo da unha, o dedo adormeceu, nem era mais meu. A olho nú, a coisa realmente tava o que parecia, muito feia! Unha amassada e... a cabeça do dedo, bem... esta foi pro saco. Só sobrou um courão pendurado.

Mamy quase desmaiou mas, diante da rápida transformação da minha cara de, quase morrendo para num tô tintindo nada, ela preferiu me socorrer. Passou um gel de arnica com mastruz, garimpagem dela lá em Caldas Novas-GO. O santo remédio é bão pra tudo: dor nas pernas, dor nas costas, queimadura, picada de insetos, dor de cabeça, beiços ressecados... vixiii e é bão pra dedo escalpelado também. Aí mamy fez uma "mala" de algodão e gaze. Passei o resto do dia com a sensação de que arrastava uma lajota emprestada.

Mas à noite tudo saiu do transe. O pé inchou, dormir foi e tem sido um sacrifício. Tem horas que ferroa parecendo que bichinhos me picam. Acidentes imagináveis? Já passei por alguns: básicas pisadas dos cachorros. A tampa da lixeira caindo, esqueci a dor e aparei com o pé. Ontem, o diacho do assento solto de uma cadeira me fez o favor de cair onde? Me joguei no chão e chorei por tudo o que não tinha chorado 2008. Hoje pela manhã, ao colocar o andador do JG no porta-malas, o trem escapoliu da mão e caiu no dedo, quase me joguei dentro do porta-malas e puxei a tampa.

O lado bom? Ahhh... tem muitos. Escolta e batedores armados de chinelos e canudos de jornais (é para afastar os dogs mais afoitos), café na cama, almoço e jantar no pratinho. Duas cadeiras, uma pra bunda e outra pro pé. Sem falar na unha que já está preta e vai cair. E por não poder calçar as amadas botinhas este ano, já passei adiante o ofício de mamãe noel. Né bão não?

Até ganhei um mimo do Cris, finalmente ele encontrou as pilhas recarregáveis da máquina e... andou tirando umas foteeeinhas de teste, só preuzinha ficar feliz.

Esse mini jardim dedico especialmente ao Nélio do Pequenos nadas, ao Ezequiel do Jardinagens, à Grasiele do Jardim da Grasi, à Katia do Daqui do meu quintal, à Cintia do Cactos e Suculentas e ao Ashraf Shreif.
Essa vasilha é um alguidá nº 23. Calma zennntiii! Não dei nenhuma pegadinha na encruzilhada...hihihi. Fui à uma loja de artigos religiosos, gostei e comprei, aproveitei para comprar umas miniaturas de santos também. Me dou bem com todos eles.
A casinha é de papelão, impermeabilizado com resina para ardósia. Para o acabamento da casinha usei galhos secos e cascas da sementeira de uma árvore que dá uma fava cheia de sementinhas marrons. As sementes eu guardei, serão úteis.
Com quase 15 anos, essas xícaras formavam um joguinho ornamental, me restaram apenas três peças. O Cris as furou no fundo e duas estão aí.
No mais os elementos são areia de aquário (lavada para sair o pó), pedriscos, cascas de ovos, galhos secos e miniaturas da minha crescidinha coleção. Na copa da árvore tem um ninho com três ovinhos e para fazer uma graça, peguei um minúsculo anjinho da ornamentação natalina e o coloquei como guardião. A Mell disse que é um ninho de anjo... :D

Essa outra fototeste é algo que, eu nem tinha comentado nada puskêêê, assim.... eu não acreditava que ela chegaria a tanto. A Mell e o Nathan, chupando melancia, cuspiram as sementes no jardim. Quando começaram as chuvas e os pés a brotarem eu cheguei a pensar que fosse abóbora ou bucha. E ainda assim surpresa, porque eu não joguei semente de nenhuma dessas espécies mas, logo descobri que se tratava de melancia. Como o jardim ainda tava sem graça e vazio, deixei que ficassem, mesmo sabendo que é quase impossível a produção num espaço tão apertado. À medida que as ramas foram crescendo, e crescem muito rápido, fui conduzindo-as na cerca. E... taí o resultado.
Essa malancia tá a um metro de altura do chão. Fico pensando que talvez seja melhor tentar desce-la. Pois, se vingar mesmo, logo logo ficará pesada e cairá. Mas, ao mesmo tempo penso que se eu mexer talvez ela não goste e morra. O que acham?

Bom Margaret, só espero que logo logo, em vez de um cafezinho eu convide a todos para uma tarde regada a melancia daqui do meu quintal, né não Kátia? :D

23 comentários:

Alexandre e Germana disse...

Nossa!! Espero que vc melhore logo!!! Quanto à melancia é muito fofa!!
Germana

Lenita disse...

Ai que dor, Sil. Nem me fale em qualquer coisa sequer relando no meu pé, quanto mais essa cai-cai-de-coisas-pesadas... Além do curativo de mastruz+arnica (ótimo, por sinal) foi se benzer, fia? E essa melanciazinha, hein? Lindinha. Tomara que ela vingue. Uma vez fizeram arte no meu jardim e nasceu um abacaxi, que atingiu uns 15 cm e...só. Não vingou. Tomara que dê certo prá você. Melhoras, fia.

Isabel Cristina disse...

Nossa Sil, quase vc ficou sem pé! Engraçado que quando machucamos qualquer local do corpo, parece que todos os esbarrões, picadas e pisadas se convergem para a área machucada... vai entender. Espero que melhore logo. Adorei seu mini jardim, linda e muito criativa a composição com a casinha. E a melancia então? Muito fofa e mostrando que é resistente! Beijos

Hazel disse...

Ui!!!!!! deve ter doído!!!

As tuas melhoras, Sil.

Adorei a casinha. Que linda...
E que plantas são essas (as da casinha)?

A melancia está linda.... que benção!!!

Elba disse...

Tadinho do pezinho da minha amiguinha...Que dorrrrrrrrrr!!!
Nem quero pensar...Ui!
Olha...Tem presentinho no meu blog para você. Passe para pegar pois foi oferecido com carinho a você.
Beijos!

Talma disse...

Olha, sei que a dor é horrorosa, mas seu post estava delicioso e ri até doer a barriga na parte do porta-malas. Menina, vc escreve que me faz chorar de rir...é vc e a Margaret.
Bem, espero que seu dedo melhore e que as coisas ruins caiam fora, junto com a unha.
Beijocas flor.
Ah, bota prá gelar uma metade de melancia prá mim!!!!
Bjão!!!

Dani - Verde Novo disse...

Adorei seu post... claro que não a parte do seu sofrimento que não sou maligna! Para isso desejo minhas mais sinceras melhoras!
Mas o mini jardim e a mini melancia me deixaram apaixonada...

Beijos querida

Maria Amélia disse...

Que fofa essa melancia! Não desce ela não. Coloca um banquinho embaixo ou algo que dê sustentação (e que não deixe formar poças de água embaixo pra não apodrecer).Adorei a história do pé. Vc escreve bem! É uma boa contadora de histórias. Gostei

NELIO disse...

FIQUEI ENCANTADO PELO QUE VI E AINDA POR CIMA POR TER DEDICADO A MIM E AOS OUTROS QUE TAMBÉM ADORAM CACTOS,O MEU MUITO OBRIGADO...

Renata Mafra disse...

Oi Sil,poxaaa, que dor heim!!! nossa imagino o q passou.
To aqui encantada com esses seu jardim miniatura. Vi isso num outro blog que nao lembro mais, sou apaixonada por esta arte. Parabéns ficou muito lindo.
Sobre sua melancia, deixe a lindinha lá por enquanto, até porque com esse dedo aí, como imã, tudo cai nele....rsrsr é engraçado mas dóe né.
Abração e melhoras!!!

Tô aprendendo... disse...

Q bebezinho mais lindo sua melancia!!! ;)
Até parece de mentira!
...melhoras!!!

Zíngara disse...

Adorei o mini-jardim.

Parece que TUDO VIRA IMÃ para o nosso machucado, impressionante, também tenho histórias tão cruéis quanto esta. Afinal sou a pessoa mais destrambelhada e deastrada do mundo!
Beijos,
Zin

Raquel disse...

Um mimo pra vc melhorar mais rápido: tem selinho no meu blog pra vc!!!
beijos

Isabel Cristina disse...

Olá Sil, só passei para lhe desejar um final de semana de muita paz e que vc fique melhor deste pé! Eu só estarei conectada novamente na terça-feira. Beijos

Luana disse...

Ufa senti até a dor!!
Nossa quando eu era pequena fui brincar no escorregador, desci com tudo e o meu dedão do pé coitado, sai o tampão de cima, sem falar da unha...
Vai melhorar viu, enquanto isso seja bastante mimada por aí.
Lindo seu mini jardim, tenho muita vontade de fazer um, vou me inspirar no seu.
Bjos e melhoras para o seu dedinho.

Luana disse...

Ufa senti até a dor!!
Nossa quando eu era pequena fui brincar no escorregador, desci com tudo e o meu dedão do pé coitado, sai o tampão de cima, sem falar da unha...
Vai melhorar viu, enquanto isso seja bastante mimada por aí.
Lindo seu mini jardim, tenho muita vontade de fazer um, vou me inspirar no seu.
Bjos e melhoras para o seu dedinho.

Santinha disse...

Acho q com esse cantinho criativo (adorei a composiçao na tigela de barro), vai protege-la para evitar os acidentes. E a melancia foi um presente da natureza heim!!!
bjk

Renata Mafra disse...

Oi Sil, nossa!!!
Só de pensar...e o pior é como a probabilidade das coisas baterem nos lugares que estão machucados são grandes né?
Eu amei este jardim miniatura, sou apaixonada, ficou um encanto mesmo. Qualquer dia vou tentar fazer um aqui.
E essa melancia aí heim??? Q graça, a natureza nos dá cada presente né?
Melhoras pra vc, até mais.

buedamau disse...

esses jardins ficaram bem engraçados! parecem mesmo parte de uma pequena estória ;P

krystal disse...

Ola, adorei o seu blog.
:) Parabens.
Convido para visitar o meu:
www.blogdamulher.com
www.delgrande.blogspot.com
Bjs e obg.

Grasi disse...

Sil, querida! Obrigada pela dedicatória! Ficou lindo, fiquei orgulhosíssima por vc! Fiquei sem net aqui em casa alguns dias e só vi hje. A dor já deve ter passado, eu espero!
Um bjão!

Margaret disse...

Sil, essa margaret ai "soy mim?"....
Nao tinha visto esse post e uma amiga falou: margaret vc conhece o blog peguei na rede?
eu respondi: de uma maluca?
ela: ai...nao sei...eh que vi um post com seu nome...eh voce?
eu vim olhar e ta aki meu nome...sou eu a Margaret ou eh um clone?
Ahhhh....nem dava pra ficar com peninha de tu no meio da lida do post...como que eu podia sorrir tanto e ao mesmo tempo ficar com pena do teu dedinho?
mas depois da crise de riso, fiquei morrendo de pena....de verdade....
ja ta melhor?
beijos

Faby disse...

que coisa linda!!! tambem quero uma no meu jardim...rs