sexta-feira, 30 de abril de 2010

Noni: você já ouviu falar?

Peguei no Correio Bão Também

Descubra os reais benefícios desse alimento misterioso, só encontrado em suco e que promete maravilhas à saúde





É só uma questão de tempo para as pessoas começarem a ouvir falar desse tal de Noni e descobrir que não se trata de um ser de outro planeta. Com o nome científico de Morinda Citrifolia e originário dos mares do Sul, esse alimento que tem gerado uma certa curiosidade é, na verdade, uma fruta verdinha, com a aparência de fruta do conde, e que — acredite — não pode ser encontrada em feiras nem supermercados. Isso mesmo: o Noni está prestes a fazer parte do grupo de coisas sobre as quais todo mundo fala, mas que ninguém vê por aí — algo como um chester vivo, ciscando no terreiro.

A fruta só existe por aqui em forma de suco engarrafado ou chá (embora atualmente esteja sendo cultivada na Amazônia peruana e, talvez, possa ser encontrada à venda em breve no Brasil). Mesmo nos Estados Unidos, o Noni é vendido apenas sob forma de cápsulas, chás (feitos das folhas) ou sucos industrializados, para dezenas de milhões de consumidores.

Ao contrário de todas as frutas que são melhores quando consumidas frescas e com casca, essa não é muito palatável ao natural. “Parece fruta do conde, mas não tem nada de doce. O gosto é muito ruim e o cheiro não é dos mais convidativos”, garante o nutricionista vegetariano George Guimarães, de São Paulo, que teve oportunidade de prová-la. Quanto ao suco, este vem misturado com sucos de cranberry (ou de blueberry) e de uva, e, segundo o especialista, tem um sabor curioso.

Febre de consumo
Apesar da dificuldade de encontrá-lo in natura, o maior mistério em relação ao Noni — e que também reforça sua popularidade — tem a ver muito mais com as suas supostas propriedades terapêuticas. Seu consumo no Brasil é recente, sendo mais popular nos Estados Unidos e em alguns países da Europa. De acordo com estatísticas de 2003, uma garrafa do suco era vendida a cada dois segundos (ou menos) pelo mundo afora — sem falar das cápsulas e dos chás. “O sucesso está diretamente ligado ao fascínio que o homem sente por tudo que pareça mágico, milagroso e, sem muitas explicações precisas ou de forma vaga, anuncie-se capaz de curar várias doenças”, acredita o médico Leandro Pomini, de São Paulo.

Isso não quer dizer que o Noni não tenha propriedades benéficas. Significa apenas que ainda não existem provas consistentes do ponto de vista científico de que realmente cure ou previna males.
O professor Richard Mithen, chefe da equipe de pesquisa do Centro John Innes e do Institute of Food Research, na Grã-Bretanha, afirma que nunca ouviu nada a respeito da xeronina e também não encontrou documentos científicos descrevendo-a. Mesmo assim, Mithen, que recentemente produziu com sua equipe um superbrócolis que pode ajudar a prevenir câncer, acredita que o suco de Noni é boa fonte de antioxidantes, conhecidas por suas propriedades antirradicais livres, capazes de auxiliar na prevenção de tumores malignos — algo que, segundo o professor, o suco de laranja também pode fazer. “Todas as frutas contêm antioxidantes”, completa o nutricionista George Guimarães.

Em sucos industrializados com o Noni, pode-se encontrar ainda a mistura com sucos de cranberry e uva, estes sim com propriedades reconhecidas cientificamente — podem ajudar a abaixar o nível de colesterol no sangue, por exemplo.

Em tempo: o cranberry, uma frutinha vermelha do Hemisfério Norte, é parente da groselha e, acredita-se, do nosso cupuaçu. Tem qualidades comprovadas no tratamento de cistite (infecção urinária).
Fonte: revista viva saúde, jan/2007


A fruta de NONI já pode ser encontrada no DF, na Ponte Alta do Gama. 
Informações e-mail: correiobaotambem@gmail.com ou Tels.: (61)9184-1209 - (61) 9134-7551

Minhas criações e outras ideias

Minha Terapia Ocupacional Caseira está me deixando sem espaço para tantos frutos...










É uma pena que não dá para enviar por Sedex. Senão, chegará ao destino, só a farofa.

Certa vez vi em um site, não peguei e por isso sumiu, uma ideia interessante. O site exibia várias fotos de mini jardins mas, na verdade eram oferecidos kits para que o comprador montasse o jardim em casa.
Para cada foto, um kit com: vaso; saquinhos com terra preparada, areia lavada e pedriscos; miniaturas e quantidade X de mudinhas. Estas o cliente poderia escolher. O kit ainda continha a foto do jardim pronto, referente ao kit escolhido para que o cliente se guiasse na hora da montagem e um manuel, digo, manual de instruções.

E, há pouco tempo, achei no ML e peguei, essa outra ideia:
anunciado por 4o reais, como "mini jardim japonês" (não conheço o vendedor e nem tô ganhando comissão...rsrsrs). Mas, a ideia é interessante porém, com ar de "produção em série" deixando a desejar no lado artístico e personalizado. Convenhamos que seja prático mas, não fica um trabalho cara de filho único. Ao menos, eu não consigo fazer cópias fiéis de minhas criações.

Analisando as fotos, parece (eu disse que PARECE) uma vasilha, uma bacia talvez, envolta por canudos, talvez de jornal ou palitos de churrasco, pintados, colados e envernizados; um grosso círculo de isopor com 5 círculos no tamanho dos vasos a serem utilizados. E só mais um detalhe, lá no anúncio diz que as platinhas não estão inclusas nas 40 pratas.

Aproveite a ideia "e seja Feliz!"

sábado, 24 de abril de 2010

Harmonia

Genteinnn!
Se eu só contasse, muitos não acreditariam.
Então, taí...


E o velho sofá agora é só deles.

Vem aí Agrobrasília 2010


Este ano a Agrobrasília, a maior feira tecnológica do Cerrado Brasileiro, traz muitas novidades, principalmente no Espaço de Valorização da Agricultura Familiar, que nesta edição terá uma área de 38 mil m², seis vezes maior que em 2009. Todo este espaço será dividido em oito circuitos (Organizações Sociais; Qualidade e Sabor; Leite; Carne; Hortaliças e Fruteiras; Mais Alimentos; Agroecologia; e Circuito Floricultura) para atender os mais de cinco mil visitantes que são esperados, no Espaço de Valorização, durante os cinco dias de Feira.

Em cada circuito será apresentado técnicas que poderão ser adaptadas a cada propriedade rural, além de palestras voltadas para cada segmento, desde hortaliças a pecuária. Também será apresentado ao produtor oportunidades de negócios, por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) pela linha Mais Alimentos, que financia projetos individuais ou coletivos, que gerem renda aos agricultores familiares.

O Espaço de Valorização poderá ser utilizado o ano inteiro. Ou seja, as tecnologias que serão apresentadas na Agrobrasília permanecerão no Parque Ivaldo Cenci, para que possam ser realizadas visitas técnicas.

São esperados mais de cinco mil atendimentos nos oito circuitos, durante a Agrobrasília. Além disso, as expectativas na comercialização de produtos para a Agricultura Familiar pode chegar a 10 milhões de negócios, um recorde se comparado com as últimas edições.
Para este ano, a Agrobrasília receberá mais de 240 expositores, superando a edição anterior, quando participaram 195. A organização do evento espera um público superior a 50 mil pessoas, com uma movimentação de aproximadamente R$100 milhões em negócios. A feira reunirá produtores familiares e patronais de todo o Brasil, empresas, instituições de pesquisa, órgãos de governo e representações diplomáticas.

A Agrobrasília será realizada no Parque Ivaldo Cenci, no Programa de Assentamento do Distrito Federal (PAD-DF), a cerca de 60 km do Plano Piloto. A feira ocupará uma área de 500 mil m². O evento é uma realização da Cooperativa Agropecuária do DF (Coopa-DF) e conta com o apoio da Emater-DF e da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento do DF (Seapa).

Lá no Correio Bão Também tem um calendário das atividades, durante o evento, do Espaço Valorização da Agricultura Familiar.


Fonte: Correio Bão Também